Itumbiara

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Itumbiara
"Cidade do Brejo"
Bandeira de Itumbiara.png
Bandeira
Aniversário
Fundação Não disponível
Gentílico itumbiarense
Lema Construindo o Itumbiara Esporte Clube
Prefeito(a) Zé Gomes
Localização
Localização de Itumbiara
Estado link={{{3}}} Goiás
Mesorregião Cu de Goiás
Microrregião Ponte Quebrada
Municípios limítrofes Goiatuba, Panamá, Buriti Alegre, Araporã, Cachoeira Dourada, Buriti Alegre, Inaciolândia, Bom Jesus de Goiás
Distância até a capital Não disponível
Características geográficas
Área Não disponível
População 100.000 hab.
Idioma Goianês com sotaque do mineirês
Densidade 40 hab./km²
Altitude 400 metros
Clima Infernal
Fuso horário UTC
Indicadores
IDH
PIB R$
PIB per capita R$

Cquote1.png Você quis dizer: Bolha de calor Cquote2.png
Google sobre Itumbiara
Cquote1.png Itumbiara faz parte da grande Bom Jesus de Goiás Cquote2.png
Adair Henrique, antigo prefeito de Bom Jesus de Goiás sobre Itumbiara
Cquote1.png Lá tem onça? Cquote2.png
Paulista sobre Itumbiara
Cquote1.png Cacete, que calor de porra! Puta sacanagem isso. Cidade de merda... Cquote2.png
Dercy Gonçalves
Cquote1.png Que friozinho gostoso que tá fazendo hoje. Cquote2.png
Itumbiarense sobre uma temperatura de 30°C
Cquote1.png E aí, vamo ouvir um modão? Cquote2.png
Itumbiarense sobre uma programação badalada de fim de semana
Cquote1.png É uma cilada, Bino Cquote2.png
Pedro sobre o fato de ele e Bino chegarem em Itumbiara
Cquote1.png É boa sim, é quase uma particular! Cquote2.png
Pseudo-elite sobre o fato de botar seu filho burro pra estudar no IFA
Cquote1.png Essa cidade é de todos nós... mas o dinheiro é meu, MEEEU entenderam?! Cquote2.png
Prefeito sobre Itumbiara
Cquote1.png Ele rouba...muito...mas FAZ!! Cquote2.png
Eleitor sobre governo de seu ídolo.
Cquote1.png Na União Soviética, quem patrocina o Itumbiara Esporte Clube com dinheiro público é VOCÊ!!! Cquote2.png
Reversal Russa sobre a índole do Prefeito de Itumbiara
Cquote1.png Pra que asfalto? IEC ganhou o Goianão! Cquote2.png
Itumbiarense sobre bem público de suma importância
Cquote1.png o Clima em Itumbiara têm três estações bem definidas, calor, quentura e mormaço.. Cquote2.png
Belo Horizontino sobre Itumbiara.

Itumbiara é uma das maiores cidades do sul goiano, e só por causa disso se acham grandes coisas, quando na verdade só são reconhecidos pelos habitantes da meia-dúzia de cidades vizinhas dependentes. Como são maiores que o bairro mineiro de Araporã, os itumbiarenses tem plena convicção de que são superiores à economia de todo Triângulo Mineiro. Basicamente uma cidade "bonita" cheia de luzes vermelhas, lindos buracos e um centro "bem planejado".

Essencialmente, é cheia de córregos que são literalmente uma bosta, sujos e mal cuidados, mas possui em todas as suas ruas e avenidas luminárias vermelhas chiquérrimas, que foram, de início, idealizadas pelo prefeito em seu projeto "Itumbiara, um estilo".

História[editar]

A cidade de Itumbiara começou a ser construída com a vinda de famílias que não tinham conseguido grilar terras (conhecidos vulgarmente como família Motta) em Minas Gerais (atual Estado do Triângulo), o que já era uma grande frustração para elas, e do outro lado do Rio Paranaíba que começa o sonho itumbiarense de virar uma cidade triangulina.

A data oficial do nascimento da cidade é 12 de Outubro de 1909, em homenagem ao dia das crianças (porque criar uma cidade daquelas só podia ser brincadeira). Nesse mesmo momento, ela se separou do município de Montinhos de Poeira (vulgo, Morrinhos), outra incrível cidade goiana com nome também muito original. Como marco, no mesmo ano foi inaugurada a Ponte Afonso Penna, em homenagem ao presidente da república, que era além de tudo, mineiro, mas isso é apenas uma "feliz" coincidência.

Antes de se chamar Itumbiara foi ainda carinhosamente intitulada de Santa Rita do Paranaíba, em homenagem a santa que deu nome à primeira capela da cidade, a Capela de Santa Rita de Cássia (que existe até hoje mesmo que semi-abandonada). Todavia, uma consulta popular no dia 31 de dezembro de 1943 deu à cidade seu atual nome. É provável, então, que a língua oficial dos habitantes da época era o tupi-guarani e estes não pensaram duas vezes em dar esse nome de tão bom gosto ao município e por acaso não tinham absolutamente nada de melhor pra fazer na véspera do ano-novo.

Itumbiara, além de tudo, vive o sonho de drenar toda a água do Rio Paranaíba e se ligar ao Estado do Triângulo. Historicamente falando, vencer a genética goiana é uma luta de muito tempo. Vários itumbiarenses morreram tentando chegar do outro lado do rio. Os que não morreram afogados foram mortos por araporenses (tribos primitivas que tinham sido encarregadas de proteger as divisas triangulinas e viviam o terror eminente de virarem goianos com a invasão dos itumbiarenses),ou doenças de pele devido aos poluentes existentes na água.

Hoje, a cidade tem quase 100 mil habitantes, todos considerados goianos, mas os itumbiarenses insistem que são quase 200 mil. Não há uma língua oficial, pois os gruinhidos podem ser em goianês, mineirês ou uma mistura dos dois.

Ademais, Itumbiara é um primor de cidade, mas seus habitantes causam preocupação ao Estado do Triângulo. Isso porque, depois de descobrirem a roda e perceberem que não era necessário nadar através do rio, mas sim apenas atravessar a Ponte Afonso Penna, os itumbiarenses rapidamente migraram para Berlândia, capital do Estado do Triângulo, causando terror e muita angústia à humilde comunidade berlandense. Em contrapartida, as tribos araporenses se viram obrigadas a migrar parte de seus habitantes para Itumbiara, em busca de se infiltrar na sociedade itumbiarense e talvez impedir todo esse êxodo de goianos para Uberlândia.

Geografia[editar]

Só mais um buraco numa rua de Itumbiara.

Há muitas pessoas que sofrem constantemente devido ao calor infernal de 666° da cidade. Talvez Itumbiara seja hoje uma das cidades mais infernais da região, há nela um rio escaldante de magma corrente onde se encontra atualmente uma usina que (aquece) abastece toda a região, o Rio Paranabosta, que em sua margem do lado de Goiás é todo iluminado pelas luzes que se encontram na região de Itumbiara, saindo do rio e adentrando-se cidade adentro encontraremos um comércio com várias lojas, indo mais pro final da cidade (que não existe) iremos encontrar casas lindas e projetos que abrigam pessoas e até mesmo um lago artificial, que está quase secando.

Esperemos ainda a conclusão da maior obra arquitetônica da cidade, um grande, belo e útil Farol. Pois todos sabem que o prefeito está querendo iluminar o rio a fim de deixar as dragas em evidencia evitando com isso que barbeiros de lancha não provoque mais acidentes fatais.

Clima[editar]

O clima na cidade é bastante diversificado. Quente com chuva no verão e (puta que pariu) super quente e muito seco no inverno. Assim ao longo do ano a temperatura varia muito entre os seus 32°C e 40°C, mínimas de quente pra cacete e máximas de caralho vou derreter.

Outra característica do clima na região é que ele é bastante estável, já que a mesma temperatura do inferno que faz de dia faz a noite, isso explica o fato dos moradores terem um retardamento natural devido ao sol na cabeça que queimou seus respectivos miolos. Cientistas do mundo todo tentam fazer pesquisas na cidade pra descobrir o porquê de ser tão quente, mas as pesquisas nunca avançam pois apenas os habitantes desse inferno conseguem suportar o calor local.

Política[editar]

O que dizer de um município onde o prefeito é simplesmente assassinado a sangue frio no meio da rua com centenas de testemunhas na véspera da eleição? Tal fato ocorreu nas eleições de 2016 e Itumbiara virou notícia nacional. Se nos Estados Unidos existe o faroeste, no Brasil ele com certeza é em Itumbiara para as coisas seres resolvidas assim, na bala. A população, claro, aceitou isto com total normalidade e simplesmente foram votar no domingo como se nada de mais tivesse acontecido, elegendo o ex-vice prefeito que sobreviveu, um raro exemplo de político que é eleito por dó.

Cultura[editar]

O município tem uma cultura diversificada, e sua população é orgulhosa disso.

A música preferida é sertaneja, mas ainda há vários outros tipos de estilos sonoros que agradam o itumbiarense, como o sertanejo de raiz, o sertanejo romântico, o sertanejo de butequim, o sertanejo universitário, o bostanejo, sertanejo pop, o sertanejo rock, o jazz assertanejado, entre outros. Esses inúmeros tipos musicais são todos ouvidos nas badaladas itumbiarense.

O itumbiarense, além de tudo, é extremamente religioso. As várias igrejas evangélicas e também o Ku Klux Klan não são páreo para as dezenas de igrejas católicas existentes em Itumbiara. Algumas paróquias são: Santa Rita de Cássica, São Sebastião, São Pedro e São Paulo, Nossa Senhora da Aparecida, Santo Antônio, São Judas Tadeu, Santo Punheteiro do Pau Torto, Santa Prostituta, entre outras! Essa quantidade enorme de igrejas vem a calhar, pois não há um mês do ano em que não haja quermesse. Diversão garantida para a população, além de propiciar várias horas para falar-mal-dos-outros.

Lazer[editar]

A pseudo-elite itumbiarense tem um hábito de se encontrar aos domingos para falar mal da vida alheia, costume arraigado dos itumbiarenses.

É muito frequente nos finais de semana ver os playboyzinhos pegar os carros financiados dos seus papais e ficar rodeando os coqueiros da Av. Beira Rio, muitos deles chegam a fazer 10 voltas completas sem descer dos carros. É mais um dos hobbies para aqueles pobres mortais que não encontram o que fazer numa cidade tão nobre e cheia de opções de lazer.

Turismo[editar]

A cidade de Itumbiara. Rio Paranabosta em foco.

O Arraiá da cidade é famosíssimo, acontece no mês de junho e atrai milhares de pessoas de várias megalópoles, como Inaciolândia, Arraial do Buteco, Meia Ponte, Panamá (é, vem direto da América Central!), Goiatuba e muitas outras. O evento é famoso por trazes mártires da música brasileira: Frank Aguiar, Victor e Léo, Milionário e José Rico... tudo com muita qualidade! O que, com muita esperteza do prefeito, usa dinheiro público para fazer marketing-próprio... não é "Arraiá de Itumbiara", é "Arraiá do <<insira o nome do prefeito>>"...

Mas Itumbiara também tem grandes monumentos. Primeiro, a Avenida Beira Rio, o maior de todos os points itumbiarenses, que há mais de 8 anos vem sendo construída e ainda não foi concluída; a Casa da Tortura, muito usada para servir de moradia temporária aos inimigos do governo municipal; o Forró das Véia, edifício que deveria ser tombado e tratado como Patrimônio Histórico (junto com seus frequentadores, aliás); e o Arvoredo, o mais antigo restaurante da cidade (sua data de construção é incerta... alguns dizem que existiu antes mesmo do município), com quase-múmias como garçons, baratas passeando pelo ambiente e os pratos mais caros da cidade (é outro lugar preferido da pseudo-elite itumbiarense).

Nas férias às quintas-feiras o Arvoredo, fica mais conhecido com Jurassic Park, se transforma no ponto de encontro das patricinhas e dos playboys de roça mais conhecidos como agroboys, os quais ficam fazendo soca numa certa universidade da cidade pra falar que fazem faculdade de agronomia, e outros garotos que seu pai não tem nenhum tipo de fazenda ou terra e compram roupas importadas de cowboy e vão pra grande "Quinta Jovem" dançar pagode e beber (não se esquecendo sempre de pedir a conta de 30 em 30 minutos com medo de a conta vir alta) ou ate mesmo (tentar) ir embora sem pagar mas como a cidade é "Gigante" e todo mundo conhece todo mundo o restaurante oferece no outro dia o serviço de receber a conta não-paga na sua casa.

Futebol[editar]

Itumbiara conta com um super-time de futebol, criado com o intuito de fazer número nos campeonatos do estado, é o famosíssimo Itumbiara Esporte Clube, o ponto ganho do campeonato goiano.


v d e h
TERRA DO SERTANEJO GOIÁS
Bandeira de Goiás.png